Home Cadastro Gratuito Agncias de Viagens Hotis Anncio Fcil Fale Conosco

categorias
 Página Inicial
 Agências de Viagens
 Associações/Entidades
 Hotéis/Flats/Pousadas
 Locadoras de autos
 Dicas de viagens
 Entretenimento
 Pontos turísticos
 Empresas de táxi
 Cias aéreas
 Transp. rodoviários
 Aeroportos
 Rodoviárias
 Consulados/Embaixadas
 Cadastro Gratuito
 Atualize seu cadastro
 Livros
 Feiras/Eventos Brasil
 Feiras/Eventos Exterior
 Mapa do Site
 Sobre o Guia
 Fale conosco




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e Reformar
Guia Pet & Cia
Guia da Cinaria

submarino


Warning: mysql_num_rows(): supplied argument is not a valid MySQL result resource in /home/storage/6/56/74/guiadoturismoelazer/public_html/turismo/mostra_ponto.php on line 76

Italia - Basílica de São Pedro



A Basílica de São Pedro (em italiano Basilica di San Pietro in Vaticano) é uma grande basílica na Cidade do Vaticano, em Roma. É a segunda maior de todas as igrejas católicas, e talvez a mais famosa e mais visitada das igrejas cristãs do mundo.

Cobre área de 23000 m² e pode albergar mais de 60 mil pessoas. É dos lugares mais sagrados do Catolicismo. A construção começou em 1506 e terminou em 1626 sendo parcialmente erguida com dinheiro angariado pela venda de indulgências (ver Papa Leão X).

Recentemente foi comprovado que a Basílica guarda o túmulo de São Pedro embaixo do altar principal. Diversos outros papas também estão ali enterrados.

Fica na Praça de São Pedro, desenhada por Bramante, com contribuições de muitos outros artistas do Renascimento e do maneirismo, como Michelangelo, Rafael e Bernini.

O edifício atual, com estrutura renascentista e barroca, foi erguido sobre outro edifício levantado por ordem do imperador Constantino em 319, sobre o túmulo do apóstolo Pedro, como um memorial. A escolha do sítio e a inclusão do túmulo não só exigiu que o edifício fosse orientado para oeste, mas também que a necrópole antiga fosse aterrada, sendo construídas muralhas de suporte para criar uma enorme base que servisse como alicerce. Na plataforma, construiu-se então a basílica, com nave central e quatro naves laterais, ricamente adornada com afrescos e mosaicos e um grande átrio dianteiro, com colunas. Muitas vezes alterado e restaurado, o edifício de Constantino, conhecido como velha igreja de São Pedro, sobreviveu até o início do século XVI.

Nada sobrou da igreja de Constantino, que pode entretanto ser quase totalmente reconstruída por descobertas arqueológicas, descrições de peregrinos, desenhos antigos. Como em quase todas as igrejas da antiguidade, seguiu-se o modelo da basilica cívica romana: um salão retangular, dividido em nave central e naves laterais, que oferecia espaço bastante para a congregação dos fiéis. As cerimônias no altar eram realizadas na ábside ao final da nave central, bem visíveis a todos. Havia transeptos, uma ábside na extremidade ocidental, um grande átrio.

Um afresco do século XVI na igreja de San Martino ai Monti nos dá uma idéia aproximada da aparência interior, com seu teto em madeira, mas ignoramos tudo sobre estátuas ou pinturas.

Durante o exílio dos papas em Avignon, de 1309 a 1377, ficou muito deteriorada e perdeu-se grande parte de sua magnificência. O desejo de uma igreja de grandiosidade apropriada para servir à cristandade, assim como a transferência da residência papal para o Vaticano, fez nascer planos de uma igreja nova. Sob o papa Nicolau V (pontificado de 1447 a 1455)os trabalhos tiveram início num coro novo e no transepto, mas foram logo abandonados por falta de recursos.


Deseja ver outros pontos turisticos deste país ? Clique aqui
Veja outros países

pesquisas
Pesquisa no
Guia do Turismo e Lazer








BuscaGoogle


maplink


Cine & Foto - Submarino.com.br

Valid XHTML 1.0 Transitional CSS vlido!  
Guia do Turismo e Lazer © 2009-2017 - Uma empresa do grupo GUIAS WEB - Todos os Direitos Reservados ( Normas de uso - Política de privacidade)